terça-feira, 18 de julho de 2017

Sempre comigo

Já estavas gravada na minha memória, no meu coração e, de certa forma, também no meu corpo. Agora estás gravada no meu pulso, onde se sente, tão bem, a passada apressada do meu coração, a tentar sobreviver à tua ausência.

4 comentários:

  1. Depois de "cuscar" o blog durante algum tempo, resolvi ficar por cá.
    Identifico-me em muitas coisas e senão tivesse 21 anos diria que o sobre mim na página inicial teria sido eu a escrever :)
    Um beijinho, Mary.
    http://grlpwer.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! É muito bom saber isso :) És muito bem-vinda, Mary *

      Eliminar