quarta-feira, 25 de março de 2015

Porque é que eu não jogo no Euromilhões?

Acho que toda a gente gostava de ganhar o Euromilhões (ou outro jogo qualquer do género). Eu gostava, mas não faço disso o principal desejo da minha vida - existem muitos outros que vêm primeiro. Só que eu nunca jogo, a sério. E diz-se que para ganhar é preciso jogar. Mas vamos lá a probabilidades (aviso já que sou uma croma da Matemática). Há alguns anos, na escola, foi-nos pedido para calcularmos a probabilidade de ganhar o Euromilhões. Não é uma conta muito complicada, mas mete combinações e outros conceitos igualmente giros. Sei que o resultado final dava qualquer coisa como zero. Para ser mais específica, fiquem a saber que a probabilidade de tal sorte é de 1 em 116531800 que, calculando e arredondando, dá o simpático número de 0,000000009. Resumindo: a probabilidade de jogar e ganhar é quase a mesma que não jogar e ganhar. Por isso, acho que vou continuar a não jogar, até porque há sempre a probabilidade (cerca de zero) de encontrar um talão premiado na rua e me tornar milionária na mesma.

2 comentários:

  1. Ora bem, e sempre poupas os dois euros. =P

    ResponderEliminar
  2. Imagina a sorte das pessoas a quem realmente sai o Euromilhões!!! É que até devia haver um nome para isso, que sortudo é muito pouco!! :)

    ResponderEliminar