quinta-feira, 6 de julho de 2017

"My body is my journal, and my tattoos are my story."


Há precisamente seis anos experimentei a minha primeira tatuagem. Era falsa, foi feita na praia e escolhi um colibri para ficar no meu braço a viver durante umas duas semanas. Na altura gostei tanto dela que sabia que um dia iria querer fazer uma verdadeira. Mas precisava que tivesse significado, precisava de pensar bem no assunto e de ter a certeza absoluta. Acabei por fazer a minha primeira (e a segunda) tatuagem apenas em 2014, passados quase 3 anos. Decidi tatuar uma andorinha atrás do pescoço e um M no pulso esquerdo. Ambas têm imenso significado e gosto muito delas, já passaram mais de três anos desde que as tenho e nunca me arrependi nem um bocadinho. Não gosto muito de as mostrar nem de falar sobre elas, são muito minhas. Entretanto, já tinha tido vontade de fazer mais uma, mas até agora ainda não me tinha decidido ao certo sobre o que fazer. Até que na semana passada tive a certeza. Ia fazer uma pequena estrela, apenas o contorno, no pulso direito. Fiz na passada sexta-feira e aqui está ela, a acompanhar os meus dias. Esta nova tatuagem é a mais pessoal de todas, não me atrevo a explicar especificamente o seu significado e, honestamente, ainda bem que quase ninguém pergunta.

5 comentários:

  1. O mais importante é que tenham um significado verdadeiro e profundo para ti. Tudo o resto é paisagem :)

    ResponderEliminar
  2. Detesto quando as pessoas perguntam "o que significa?" a alguém que tem tatuagens. Muitas vezes nem significa nada! As pessoas tatuam porque gostam, há tanta gente que simplesmente gosta de ver tatuagens e quer ter só porque sim, porque é bonito. E quando tem significado é uma coisa pessoal, quase sempre. São coisas íntimas. Não sei o que interessa aos outros, sinceramente, apesar de eu ter essa curiosidade quando vejo. Nunca pergunto, acho indelicado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo que as tatuagens não precisam de ter um significado, mas para mim só fazem sentido desta forma. Sendo que há significados muito pessoais mesmo, que é o caso desta última que fiz. Por isso, fico mesmo aliviada que pouca gente me pergunte!

      Eliminar
  3. Eu confesso que não gosto de tatuagens...

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar