quinta-feira, 29 de junho de 2017

Pequenas considerações sobre o concerto dos Aerosmith

1) Havia pessoas que NÃO estavam a filmar o concerto. Nem com telemóvel, nem com tablet, nem com máquina fotográfica. Inadmissível! Havia pessoas (muito poucas) que estavam simplesmente a apreciar o concerto sem o documentar. Não percebo. *Ironia*

2) Quando eu chegar aos 70 anos gostava de ter tanta energia como aqueles cinco. Ou agora aos 26, vá.

3) A sério que há pessoas que se põem a fumar dentro da Meo Arena? Quem são estas pessoas e porque será que ficaram presas no século XV?

4) Apesar de achar completamente ridículo as pessoas que se põem durante o concerto todo a filmar e tirar fotos (ver ponto 1), fiquei um pouco triste por estar sem telemóvel e não poder tirar, pelo menos, uma foto decente.

5) O concerto foi aberto pela banda RavenEye, que eu não conhecia, mas admito que fiquei a gostar bastante.

6) Constatei que continuo a não apreciar concertos, principalmente devido à minha claustrofobia (e ao meu 1.65m que não me permite ver grande coisa), mas no fim vale quase sempre a pena.

Foto tirada do Instagram da banda.

1 comentário: