quarta-feira, 24 de maio de 2017

Fui a um cabeleireiro de centro comercial e...

Adorei!

É verdade, já foi há algumas semanas, mas era sexta-feira e estava decidida em fazer alguma coisa a este cabelo. Estava enorme, quebradiço, super chato. Como já tinha planeado ir até ao Colombo ao final do dia, lembrei-me de procurar que cabeleireiros existiam por lá. Vi a Jean Louis David e decidi marcar. Fiz marcação online, a melhor invenção de sempre, para as 20h. Cheguei lá e disse que queria cortar, não muito, mas dar um ar diferente ao cabelo, que estava muito pesado e meio aborrecido. Quem me cortou o cabelo e secou (maravilhosamente) foi um senhor mudo super engraçado e muito simpático. Cortou apenas as pontinhas, mas deu lá uns toques quaisquer que o deixaram bastante mais leve e bem giro. Fiquei mais que satisfeita e, garanto, ganharam uma nova cliente :)

Entretanto, fiquei também rendida aos produtos da Kérastase que eles usam e voltei a um salão para comprar champô e máscara. Estou a adorar, a ver se faço uma review!

10 comentários:

  1. Sempre admirei a coragem das pessoas que vão a cabeleireiros de centro comercial :) Eu sou daquelas clientes fieis quando gosto de um serviço. Mudei de cabeleireiro apenas 2x na minha vida. A primeira vez, fiquei no salão da minha antiga cabeleireira (que foi para outro salão que me fica muito fora de mão), com a cabeleireira que ficou lá. Era uma solução cómoda, pura e simplesmente. Odiei o serviço. Saía de lá sempre chateada, nunca fazia nada como eu queria, ainda tinha que chegar a casa e dar eu o jeitinho que queria. Mas era o que havia de mais perto na zona. Depois mudei para outra à porta de casa! Faz exatamente o que eu quero e ainda por cima é a mais barata que há por estes lados. Só mudarei se alguma coisa acontecer com ela, se fechar, sei lá. Em equipa que ganha não se mexe! :)

    Já por diversas vezes pensei quem seriam os clientes dos cabeleireiros de centro comercial. Não sei porquê, tem um ar muito impessoal e fico sempre com medo que não façam um bom serviço por não me conhecerem os gostos. Puro preconceito, eu sei.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sinto exactamente o mesmo que tu, daí a minha admiração em ter gostado do serviço! Não só por ser um cabeleireiro de centro comercial, mas também por ser uma grande cadeia de cabeleireiros, o que me faz sempre alguma confusão. Eu tenho um cabeleireiro de eleição, já vou lá há muitos anos e adoro. Mas fica-me tão fora de mão hoje em dia, que, das últimas vezes, tenha cortado as pontas em casa. O problema é que já não estava nada de jeito, por isso arrisquei :)

      Adorei o serviço, foi um pouco impessoal, claro, mas como eu sou tão reservada e anti-social até gostei disso. Perguntaram o que eu pretendia, deram-me opinião e pronto, gostei imenso!

      Eliminar
  2. Ui tive uma experiência terrivel com esse mesmo cabeleireiro mas em Braga. Quer dizer eu só assisti, a minha cunhada é que foi a cliente. Mas numa maquilhagem que se queria em tons terra ou escuros ia sair de lá com os olhos azuis claro e cinza claro. E o cabelo mal saiu de lá começou a desfazer-se (era um preso). Por isso não fiquei mesmo nada bem impressionada. Já não falando do preço final.

    Mas ainda bem que correu bem contigo e ficaste com um cabelo bem giro.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, sendo uma cadeia de cabeleireiros, acredito que possam acontecer más experiências noutros locais :/ Mas olha que eu NUNCA gostei de nenhuma maquilhagem que me fizeram em cabeleireiros. Até já fujo disso!

      Eliminar
    2. é infelizmente também tenho essa opinião. Há muita falta de gosto ou de jeito nas pessoas que maquilham nos cabeleireiros. Neste caso acabei por sair de lá mais cedo do que ela para ir comprar um pincel para esfumar a sombra!!

      Eliminar
  3. Nunca experimentei cabeleireiros de shopping porque já ouvi historias bem más mas fiquei contente que correu tudo bem contigo :) Ficou mesmo giro o cabelinho!

    Beijinho*

    ResponderEliminar