segunda-feira, 27 de março de 2017

Cérebro masoquista

{texto escrito há algumas semanas}

Passaram 11 semanas, 78 dias e muitas, muitas horas, mas mesmo assim o meu cérebro continua masoquista. Eu peço-lhe para esquecer, digo-lhe que já passou, mas ele não quer. Ele quer memorizar, quer saber como seria agora, quer saber números, semanas, datas, e outros pormenores que eu lhe peço constantemente para esquecer. E digo-lhe, sempre, que o futuro será melhor, que um dia haverá algo que apagará toda a dor, todo o desespero. Mas ele responde-me que é demasiado cedo, que precisa de recordar cada minuto do que se passou. Porquê? Porque é, claramente, um cérebro masoquista. E eu também.

Sem comentários:

Enviar um comentário