sábado, 11 de fevereiro de 2017

Pequena Freya cresceu

Seis meses separam estas duas fotos. A Freya continua mais que traquina, uma brincalhona (e mau-feitio) de primeira. Adora atirar-se a pernas andantes e a tudo o que mexe. Dorme num lugar incerto da casa, que ainda não conseguimos descobrir. Continua super elegante, mas come que se farta — deve ser porque corre uns 200km por dia pela casa. Gosta de nós, mas não demonstra NUNCA! Tem aquele ar altivo de quem não deve absolutamente nada a ninguém, mas sim nós a ela. Leva sempre a melhor. Tira-me do sério com o fascínio pelo caixote do lixo do quarto e seus papéis. Rouba-me brincos, elásticos, ganchos, molas, colares e até as pantufas. Adora água e ver todas as gotinhas a cair. Salvou-me de uma abelha que se enfiou lá em casa. E só por isso eu até gosto um bocadinho dela.

4 comentários: