terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Look #124: eternal sunset

The feelings that hurt most, the emotions that sting most, are those that are absurd. (...) All these half-tones of the soul’s consciousness create in us a painful landscape, an eternal sunset of what we are.


Não são as fotos mais espectaculares de sempre, porque a pouca luz já não permitiu melhor. Mas o céu estava tão lindo e as botas são tão giras que tinha de vos mostrar. Neste Inverno ainda não tinha comprado nenhumas botas, a não ser as galochas da Oysho. Mas sentia falta de umas castanhas, porque as que tenho já estão a dar as últimas. Por isso, quando vi estas na Seaside fiquei rendida. São tão giras e o lacinho atrás é o detalhe precioso para fazer delas as botas mais queridas. Esta camisola também é bem diferente, em veludo e com o pormenor das costas. Comprei-a em Setúbal já há alguns meses e não me lembro do nome da loja. De resto, tudo normal, simples como se quer. Fica a promessa de voltar a fotografar estas botas com uma luz melhor!












Calças Pull&Bear | Casaco Zara | Botas Seaside | Mala Brandy Melville | Óculos Hawkers

2 comentários:

  1. Sempre adorei essa mala :) E essas botas são super amorosas.

    ResponderEliminar
  2. A mala também é muito fofinha, estás linda :)

    ResponderEliminar