terça-feira, 25 de outubro de 2016

Franjinhas

Diz-se por aí que as franjas voltaram a estar na moda — eu cá acho que elas nunca deixam de estar, visto que pelo menos uma vez por ano se diz que estão na moda. Eu adoro ver em algumas pessoas. Mas não em mim (como se pode verificar na foto). A última vez que decidi fazer franja mesmo a direito foi há uns 6 anos (sim, esta foto já tem 6 anos, céus) e lembro-me que até gostei (por incrível que pareça), mas quando me fartei dela demorou séculos a crescer. Tive de andar montes de tempo com ganchos naquela fase de transição super chata. Neste momento estou com mais vontade de outras coisas, tipo cortar um bom bocado ou simplesmente estar quieta e deixar crescer. Eu sei, duas coisas totalmente distintas, mas logo se vê o que faço. E vocês, gostam de franjinhas?

{ora tomem lá uma foto minha de franja, nada de gozar, está bem?}

5 comentários:

  1. Fiz uma de lado assimétrica, que é algo que fiz muitas vezes, mas arrependi-me. Estou na fase chata da transição...
    Em pequena usava recta, tal como na foto :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também gosto das de lado :) mas essa fase de crescimento chateia mesmo!

      Eliminar
  2. Fiz franja pela primeira vez em 2011. Até gostei de me ver na altura e ficava muito giro quando apanhava o resto da cabelo. Era de lado e assimétrica, era gira. Mas dá imenso trabalho! Ter que estar sempre a arranjar, depois vinha o vento e estragava tudo, depois colava-se à testa, fazia calor... Uma canseira! Deixei crescer mas demorou imenso! Deixei de cortar a franja em 2014 acho eu e só há alguns meses é que o cabelo está do comprimento que quero!

    ResponderEliminar
  3. Quando era criança tive franja durante algum tempo e acho que me ficava bem. Já em adulta, para aí já há quase 10 anos, voltei a fazer e não gostei nada de me ver assim, pelo que não tenciono repetir a dose.
    Já em relação a ti também acho que és como eu, ficas melhor sem a franja =).

    ResponderEliminar
  4. Eu gosto muito e até acho que me fica muito bem! O chato é mesmo a parte de deixar crescer, se não fosse isso nem pensava duas vezes em voltar a fazer agora mesmo!

    ResponderEliminar