quinta-feira, 28 de julho de 2016

Traquitanas dos tempos modernos

A Era Digital onde vivemos trouxe-nos muitas coisas boas, isso é inquestionável. Mas as coisas más também vão aparecendo, principalmente nos exageros em que várias pessoas caem. Eu sou da opinião que a culpa nunca será das novas tecnologias, mas sim das pessoas, porque todos temos uma escolha e podemos (e devemos) escolher o que fazemos com o que esta Era Digital nos oferece. Mas adiante. Hoje queria falar-vos daquela traquitana, que alguns de vós já devem ter visto em alguns restaurantes, que é uma coisita redonda ou quadrada que treme quando a nossa comida está pronta. Estão a ver? Pois. Eu já a apanhei em vários restaurantes e desde o primeiro dia que aquilo me fascina. Por um lado pode realmente dar jeito, por outro acho que é totalmente inútil e ainda por cima super irritante. Ora aquilo põe-se a tremer quando a nossa comida está pronta, para que nos possamos levantar da mesa que estamos a guardar (pois...) e ir buscar o nosso pedido. Primeiro problema: eu tenho um telemóvel que treme, suponho que vocês também, e quando aquela coisa começa a tremer, dizendo-me que posso finalmente comer, a minha primeira reacção é atendê-lo. Porque aquilo... treme. E o meu telemóvel também, não sei se já tinha dito. Ultrapassando este problema, passamos ao próximo. Aquilo é para evitar filas, certo? A questão é que para evitar filas supõe-se que as pessoas pegam naquele objecto esquisito e vão-se sentar à espera da vibração. Acontece que eu não acho nada bem que se guarde mesa, é uma questão de boa educação, só me sento quando já tenho comida, não me ponho a guardar lugar empatando todo um centro comercial esfomeado (normalmente estas coisas só existem em centros comerciais). Por isso acabo por ficar ali, de pé, com aquela traquitana na mão, à espera. Eu e muitas outras pessoas, que ainda têm a decência de não guardar mesa, ficamos ali a formar uma hipotética fila invisível. O que, sinceramente, acaba por ir dar ao mesmo. E é isto, resumindo, acho que a traquitana vibratória que os restaurantes decidiram inventar é muito gira sim senhor, muito interessante, mas pouco funcional e, já agora, podem descobrir uma nova forma de nos avisar sem ser a tremer? Só para uma pessoa não fazer figura de parva a atender uma chamada que não existe.

1 comentário:

  1. Essa ceninha dá jeito se uma pessoa for dar uma voltinha enquanto espera. Assim nao se ocupa mesas desnecessariamente
    Por onde anda a Sofia?

    ResponderEliminar