sexta-feira, 4 de março de 2016

Que título?

O meu pensamento bloqueia de cada vez que tento fazer o que estou a tentar. Escrever sobre isto. O meu cérebro, o meu pensamento, as palavras, tudo me foge e não parece querer ficar. Há algo a querer dizer-me que não é isto que devo fazer, não é para escrever sobre isso. Há algo de demasiado grande e importante a acontecer e alguém não quer que escrevas sobre isso. Porque quando escreves, pensas. A escrita não é mais do que os teus pensamentos a tomarem forma desenhando palavras, construindo frases. E pensar deixou de ser obrigatório, tornando-se apenas acessório. Não penses, não pares de sentir para pensar, estás a perder tempo, espaço, vida. E porquê? Porque sempre pensaste demais. Calculas, medes, prevês. Mas a vida não funciona assim, nunca funcionou. O tempo é demasiado valioso e o que estás a viver também. É isso que involuntariamente estás a fazer, sem querer, estás a tornar as coisas exactamente como sabes que devem ser. Vividas. Com a fluidez dos dias a tomarem conta dos teus pensamentos e os sentidos apurados para viveres tudo intensamente, como sabes fazer. Não vale a pena tentar explicar a ninguém, pois não? Então pára de tentar escrever sobre isso, esquece durante um momento que és aquela pessoa que escreve, porque se fores a ver... és bem mais do que isso.

1 comentário: