quinta-feira, 17 de março de 2016

Be my guest

Quem se põe a escrever num blogue, a partilhar fotos e outras coisas pessoais, põe-se a jeito para ouvir o que quer e o que não quer. Por acaso não me posso queixar muito, que não recebo muitos comentários mauzinhos. E atenção que não estou a falar de críticas construtivas, essas são recebidas de bom agrado. Estou a falar daqueles insultos mesmo brutos, ditos sem qualquer comedimento, coisas que vejo por essa blogosfera fora e que até já recebi, poucos é certo, mas recebi. Deixem-me que vos diga que comentários desses eu aprovo, mas não lhes ligo muito, dou-lhes a importância que merecem. Recebo alguns assim meio disfarçados, pessoas que tentam criticar, mas com jeitinho a ver se passa e ninguém nota. Só que eu noto. Eu já ando nisto de aturar pessoas há uns quantos anos e percebo esse tipo de "elogios" à distância. Mas leio-os, aprovo-os e às vezes respondo. É desta parte que vos queria falar: estejam à vontade para criticar, insultar, dizer o que bem vos apetecer, com conta ou em anónimo. Eu aceito tudo, estão à vontade, mas depois não me venham criticar se vos responder à letra. É que eu tenho esta mania de ter a resposta na ponta da língua desde bem pequenina. E é uma parte da minha personalidade que continua aqui infiltrada e cada vez mais certa de acontecer. Vocês querem dizer que eu pareço um saco de batatas? Digam. Querem criticar a minha forma de vestir e perguntar se tenho um curso em consultoria de imagem? Epa, estejam à vontade, eu respondo sempre às vossas perguntas, mesmo que venham cheias de ironia. Chamem-me o que quiserem e mandem no meu blogue como se fosse vosso, a verdade é que esta também é a vossa casa. Quando o criei abri a porta para que todos vocês pudessem entrar e permito comentários a toda a gente, com nome ou sem nome. Por isso, claro que vocês estão no vosso direito de dizer bem, mal ou não dizer nada. Eu estou aqui para ler e tenho o direito de dizer também o que bem me apetece, inclusive coisas que vocês provavelmente não querem ouvir.

(Desculpem lá este bocadinho de mau humor, mas também os tenho.)

5 comentários:

  1. percebo o que queres dizer. eu pessoalmente tenho um problema. eu tou sempre a opinar sobre tudo e dou a minha opinião honesta e sincera. se, na minha modesta opinião, achar que algo não te fica bem, vou-te dizer. Não vou dizer de um modo maldoso, mas di-lo-hei. Mas a minha opinião não vale nada! Concordares ou não com o que digo tanto me faz. e a unica opinião que deves seguir é a tua, especialmente se for relativamente ao que vestes ou ao que fazes ao cabelo ou whatever. é Assim que levo os comentarios que fazem no meu blog e acho que é assim que todos devemos levar os comentarios que fazem nos nossos blogs :) beijinho

    the-not-so-girlygirl.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não podia concordar mais! É o que digo, dêem a vossa opinião à vontade, eu gosto mesmo de a ler. Mas quando me apetece respondo. E sei que às vezes há comentários maldosos só porque sim. Não é, de todo, o teu caso :)

      Eliminar
  2. Gente assim...que há a dizer mais?Enfim.

    ResponderEliminar
  3. o blogue é teu, tu escreves o que queres. Não tens que pedir desculpa ;)

    ResponderEliminar
  4. Li várias vezes este teu texto e tenho a dizer que estou estupefacta com o que escreveste "estejam à vontade para criticar, insultar, dizer o que bem vos apetecer, com conta ou em anónimo. Eu aceito tudo, estão à vontade, mas depois não me venham criticar se vos responder à letra"
    Estás a por à vontade quem te insulta para depois lhes responder à letra? Foi isso que entendi??? Depreendo portanto que queiras tornar este teu espaço numa "peixeirada" pois como é habitual insultos geram insultos.
    Criticar está muito bem, desde que de forma educada.

    ResponderEliminar