quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Eu não tenho nada contra ciclistas

Mas acho que se devem decidir se afinal querem ser carros ou pessoas. Não vale andar em estradas super movimentadas como se de veículos motorizados se tratassem e de repente virar para o lado e decidir atravessar numa passadeira... Atenção, não tenho mesmo nada contra ciclistas, eu própria adoro andar de bicicleta, mas não me ponho a andar no meio da estrada, não acho que faça sentido as bicicletas serem carros, até porque nunca conseguirão andar à velocidade de um carro nem ter o peso e a força de um carro. E eu tremo toda só de passar por uma bicicleta.

8 comentários:

  1. Isto, de facto, é uma "chatice".
    Na Alameda, em Lisboa, vi um ciclista que não respeitou um sinal de stop e, claro, bateu num carro que ia a descer a Alameda. Foi projectado contra o passeio e bateu de cabeça no lancil. Não tinha capacete, ainda por cima. O senhor não morreu (teve mesmo muita sorte, dado o aparato), mas imagina o pânico que ali se instalou...
    Há uns largos anos, os ciclistas tinham de tirar uma pequena "carta de condução", onde tinham aulas de código e assim. Eu acho que se devia voltar a implementar isto, talvez ajudasse um pouco a perceberem que, a partir do momento em que estão numa estrada, são veículos como outro qualquer :/
    E, já agora, terem um seguro qualquer contra acidentes.
    Também não tenho nada contra ciclistas, mas seria do próprio interesse e segurança cuidarem mais destes aspectos :/ A maior parte nem capacete usa...
    Também morro de medo quando tenho de passar ao lado de uma bicicleta :(

    um beijinho*
    Dreams and Lemonade

    ResponderEliminar
  2. É preciso ter muito cuidado com os ciclistas porque nunca se sabe se vão optar por ser carros ou pessoas e ainda se nos metem à frente. Morro de medo de atropelar algum!

    ResponderEliminar
  3. Acontece-me o mesmo quando estou a ter aulas de condução . E o que mais me irrita é aqui na minha zona terem uma via reservada só para eles mas eles insistirem em andar nas vias onde os carros andam !

    ResponderEliminar
  4. Acho que a coisa piorou desde que passaram a poder andar na estrada nacional aos pares em vez de em fila. Agora julgam que podem tudo :P

    ResponderEliminar
  5. Tenho duas opiniões sobre o assunto! Por vezes (poucas e menos do que gostaria) eu própria pratico modalidades de BTT e Ciclismo, prefiro o ciclismo mas tem o senão de ter que ser praticado na estrada, juntamente com os outros veículos. É preciso escolher as estradas que tenham menos movimento e sejam menos perigosas, acabando sempre por apanhar um pouco de estradas mais confusas e perigosas e consegue-se andar a certa de 40 km/h. Como desportistas temos que ser conscientes.
    Como condutora, tenho imenso medo de encontrar ciclistas na estrada, principalmente em curvas. No fundo acho que temos que nos adaptar uns aos outros mas sermos todos conscientes e responsáveis naquilo que fazemos!

    ResponderEliminar
  6. Concordo contigo e digo-te mais. Acho mesmo que os ciclistas, já que podem andar nas estradas tal como os carros e outros veículos, deveriam ter também um seguro. Se um ciclista passa por ti e te risca o carro ou faz uma mossa, não sei como é que depois se revolve o caso. Com carros/motas, é accionar o seguro e pronto. Nestes casos não sei. E além disto também já presenciei várias situações em que os ciclistas simplesmente não respeitam as regras de trânsito. Passam sinais vermelhos, não respeitam STOPs. Acho mesmo que isto não deveria ser simplesmente assim, mas pronto...

    Pronta em 5

    ResponderEliminar
  7. Já parecem os taxistas é tudo deles
    Mark Margo
    www.markmargo.net (entretenimento e cinema)

    ResponderEliminar