sábado, 3 de outubro de 2015

Vamos votar?

Eu não percebo nada de política nem tenho nenhum partido preferido. Lido com isto mais ou menos como com o futebol: não gosto, não ligo e não tenho preferência por coisa nenhuma. É uma comparação injusta, porque o futebol faz muita gente feliz e a política nem por isso. É também verdade que a política vai sempre afectar a minha vida, visto que vivo neste mundo, e o futebol nem por isso. Devia interessar-me e tomar atenção a este tipo de assuntos, mas não o faço. Não consigo ter interesse nem esforçar-me por isso, porque simplesmente não quero. Sei os partidos que existem, sei que há sempre alguém a dizer mal de outro alguém. Sei que tudo o que os políticos parecem fazer é andar por aí a passear e a fazer figuras de idiotas. Sei também que isto nunca vai mudar, porque vai sempre dar tudo ao mesmo (é o que diz toda a gente). Por mais que mude, não muda nada. Acho que toda a gente sabe disto e é por isso que há sempre uma taxa enorme de abstenção. Mas eu vou votar, tenho esse direito, muita gente lutou por isso e eu tenho-o, por isso vou fazê-lo. Vão também!

Se não sabem qual o vosso número de eleitor nem onde votar vejam aqui.

3 comentários:

  1. Acho que sim! Mas para mim votar sem consciencia do que se está a fazer nao é um voto util! Não me sinto confortavel em deixar ao acaso o meu "peso". Gosto sempre de me informar bem sobre os varios partidos, candidatos. Durante o resto do ano/ anos nao costumo acompanhar, mas nestas alturas sim! Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. O que me leva a votar também é o facto de muitos terem lutado para hoje podermos ter esse direito!

    http://adorosercomosou.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  3. Vamos ter todos, um pouco de coerência e muita inteligência. Se vão votar pelo fato de muitos terem lutado (e morrido) para nos conquistar tal direito, como podem desperdiçar o voto (e a luta e a vida dos que lutaram por ele) votando sem conhecimento e sem acompanhar a política no decorrer dos anos. Não é possível fazer uma escolha responsável analisando os candidatos pouco tempo antes de votar. Temos que ter uma visão histórica. Com tanta informação que temos no mundo de hoje, ainda não se tocaram que o discurso antigo que prega como inútil o envolvimento em questões políticas, busca nos alienar para que tudo se mantenha como sempre, e para que os candidatos que podem trazer mudanças não encontrem apoio suficiente para formarem um grupo numericamente superior e, por isso, capaz de produzir as mudanças. Os políticos com condutas erradas sempre encontram apoio, em tudo, enquanto os eleitores (cidadãos?) que se julgam do bem e puros entregam a luta e ainda querem justificar sua preguiça existencial. Quem disse que mudanças ocorrem de maneira fácil e rápida?

    ResponderEliminar