sexta-feira, 17 de julho de 2015

Não sei conduzir carros velhos

Eu não gosto muito de conduzir, não faço questão sequer, mas já que tem de ser que não seja num carro que custe mais a conduzir do que um camião TIR. Nos últimos dois dias, o meu carrinho querido teve de ir à oficina ver umas coisas e eu tive que conduzir o carro mais velho que havia lá por casa (não é o mais velho, mas parece). O carro onde comecei a conduzir depois de passar no exame de condução e onde conduzi até comprar o meu Micra. O carro nem é muito velho, mas foi comprado em segunda mão e já sofreu muito entretanto (às mãos da minha irmã então...). Por isso, vocês nem imaginam o difícil que é conduzir aquele carro, é toda uma aventura que eu não quero ter de viver outra vez. É tão pesado que rodar o volante equivale a meia hora de exercícios para os bíceps, o vidro do lado do condutor não abre o que torna uma passagem pelas portagens a atividade mais divertida do dia, para conseguir pôr as mudanças é preciso um curso de Engenharia mecânica e é só o carro mais baixo alguma vez produzido, visto que até eu preciso de me encolher toda para entrar nele.

Como é a vossa experiência com carros? Contem-me tudo.

eu, a usufruir do facto de ter alguém que conduza o meu carro

6 comentários:

  1. Adorava conduzir a Renault Express do meu namorado, sem direcção assistida, bem pesado como eu gosto. Prefiro carros pesados, mas agora ele tem uma Renault Kangoo e aquilo é demasiado leve para mim. Nunca conduzi o carro do meu pai mas o da minha mãe odeio. A embraiagem está demasiado para cima quase que tens de tirar o pé todo para sentir o ponto de embraiagem e isso comigo não funciona! Além disso o carro é uma pluma xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahaha, comigo é ao contrário! Gosto de carros bem levezinhos. :)

      Eliminar
  2. O que me ri com este texto. Sou igual. Gosto mais de conduzir carros mais levezinhos =)

    ResponderEliminar
  3. identifico-me! Se pegar num carro um pouco mais antigo parece que estou eu de castigo, tal não é a força que temos que depositar na condução!

    ResponderEliminar
  4. Boa Tarde,

    Geralmente o que acontece, foi o teu caso e o de muita gente, inclusivé eu, é que, após ter um carro melhor (com alguns extras que proporcionam conforto). Inicialmente, em 2006 (oh meu deus que passaram 10 anos quase) conduzia um Seat Ibiza, ainda dos quadradinhos bem antigos (sem direcção assistida, vidros efeletricos, etc.).
    Hoje, detesto, quando tenho de conduzir carros mais velhos. Não que não goste deles mas,...
    Beijinho*
    MR<3
    Blog Saga da Emigração
    http://sagadaemigracao.blogspot.com/

    ResponderEliminar