quarta-feira, 12 de novembro de 2014

As @#$&% das meias

Dobrar meias é a tarefa mais chata de sempre, que o diga o alguidar a aborrotar que tenho na sala, que nenhuma das quatro pessoas que vivem nesta casa se digna a esvaziar. É que, para além de ser uma coisa aborrecida de se fazer, é difícil como o raio. Encontrar os pares, tentar acertar e perceber se "isto é preto ou azul escuro?" e depois dobrar daquela maneira tão específica inventada sabe-se lá por quem. Ontem à noite, em vez de me pôr a dobrá-las pus-me a pensar em soluções.

Encontrei duas:
1) Ter meias todas iguais. Todas pretas, azuis escuras ou brancas vá (noutras casas sff). Uma solução prática e muito mais rápida para dobrar, sem haver o problema de não ter par para as meias perdidas. Um bocado chato se uma pessoa calçar o 35 e outra o 42, mas não se pode ter tudo.

2) Ter só e apenas meias coloridas e cheias de bonecos foleiros, nada de meias lisas e de cores quase todas parecidas, que depois resultam quase sempre em pares diferentes nos pés. Mais fácil para encontrar pares sem a chatice das meias todas iguais, onde ninguém vai saber quais são de quem. É muito improvável que os homens apoiem esta solução.

Optei pela segunda já há alguns tempos, visto que nunca sabia quais eram as minhas meias e onde andavam os caraças dos pares. É um bocado chato ter só meias que parecem da Pipi das meias altas, mas ao menos há sempre meias na minha gaveta, até porque só dobro as minhas. Remédio santo.

3 comentários:

  1. Deve ser um 'mal' geral :)


    www.tarasemanias.pt

    ResponderEliminar
  2. Eu não acho que seja uma tarefa complicada,eu,por acaso,adoro dobrar meias e cuecas,é a coisa mais simples do mundo,é uma tarefa super fácil e não exige qualquer tipo de trabalho!!

    ResponderEliminar