terça-feira, 28 de março de 2017

A pensar nos dias quentes

Hoje acordámos com nevoeiro e um frio nada característico da Primavera, por isso vesti collants e um vestido de quase-Inverno, calcei umas botas e peguei no casacão. Mas a minha vontade era outra... Eu só queria enfiar as sandálias, um vestidinho cheio de flores e está a andar. Eu gosto de frio, gosto da roupa mais quente, reconheço-lhe um conforto inigualável. Mas já não me apetece! Já estou cansada de todas as minha roupas e sapatos, estou farta de vestir collants, já não posso com a minha cor transparente. Por isso, venham os vestidos e as perninhas ao léu, pode ser? E estas pecinhas aqui em baixo também, já agora.

{Podem clicar nas imagens para ir para o site, onde há algumas destas peças com desconto — ainda por cima!}

Sou só eu?

Sou a única pessoa que não acha grande piada àquela coisa das histórias (ou "stories") das redes sociais? Começaram por aparecer no Instagram, uma cópia descarada do Snapchap — rede social a que nunca liguei nenhuma. Agora também existem no Messenger do Facebook. Mas que raio? Não acho mesmo piadinha nenhuma no Facebook e no Instagram também não sou grande adepta e raramente uso. E olhem que eu que trabalho na área... Mas não consigo ver grande utilidade naquilo, principalmente agora que estão em tooodo o lado. E vocês? O que acham?

segunda-feira, 27 de março de 2017

Muito cor-de-rosa

É engraçado que hoje em dia eu goste tanto de cor-de-rosa, porque lembro-me de ter uns 15 anos e detestar! A minha cor preferida penso que sempre foi verde — ainda é. E houve uma altura em que eu só vestia essa cor. Hoje em dia sou bastante mais abrangente, mas gosto cada vez mais de apontamentos em cor-de-rosa. Não só na roupa, mas também em acessórios, na decoração, aqui no blogue... enfim, em tudo um pouco. Acho uma cor tão bonita e com tantos tons diferentes que me parece impossível não ter gostado dela em tempos idos. São tempos que já lá vão e hoje apeteceu-me andar à procura de coisinhas que demonstrem este meu "pink love".


Gosto TANTO

Vi esta camisola no site da Mango e fiquei rendida! Adoro mesmo, mesmo. A cor é maravilhosa, gosto da palavrinha a branco, gosto dos folhos... Bem, está a ser bastante difícil resistir. Também existe em amarelo e cor-de-rosa com outras palavras.

aqui

Cérebro masoquista

{texto escrito há algumas semanas}

Passaram 11 semanas, 78 dias e muitas, muitas horas, mas mesmo assim o meu cérebro continua masoquista. Eu peço-lhe para esquecer, digo-lhe que já passou, mas ele não quer. Ele quer memorizar, quer saber como seria agora, quer saber números, semanas, datas, e outros pormenores que eu lhe peço constantemente para esquecer. E digo-lhe, sempre, que o futuro será melhor, que um dia haverá algo que apagará toda a dor, todo o desespero. Mas ele responde-me que é demasiado cedo, que precisa de recordar cada minuto do que se passou. Porquê? Porque é, claramente, um cérebro masoquista. E eu também.